27 dezembro 2011

Linha do Trem

Que tipo de ilações espirituais podemos extrair observando as linhas do trem?

São duas linhas paralelas apoiadas em dormentes. Elas podem perfeitamente simbolizar o progresso do ser humano. Se o situarmos no centro das duas linhas, o limite dele será a distância entre uma linha e outra. Desviando-se para a direita, o seu limite é a linha da direita; desviando-se para a esquerda, o limite é a linha da esquerda. O limite é a dor que o indivíduo sente, quando se distancia da lei de Deus. Ao bater numa das linhas, sente dor, que o obriga a voltar à direção do seu progresso. 

Os dormentes podem representar a largura dos passos. Não é apressando o passo que chegaremos mais cedo ao destino. Lembremo-nos do velho ditado:  “festina lenta”. Um dormente de cada vez, um passo por dia, cada coisa no seu devido tempo. 

Nenhum comentário: