09 dezembro 2011

Obsessão: Nunca Descuidar

O Espírito Irmão X (Humberto de Campos), no capítulo 8 (“Obsessão Pacífica”), do livro Cartas e Crônicas, psicografado por Francisco Cândido Xavier, chama-nos a atenção para a obsessão, que não parece que é obsessão.

Veja a seguinte descrição: "Os meus perseguidores não me seviciaram o corpo, nem me conturbaram a mente. Acalentaram apenas o meu comodismo e, com isso, me impediram qualquer passo renovador. Volto da Terra, meu caro, imitando o lavrador endividado e de mãos vazias que regressa de um campo fértil, onde poderia ter amealhado inimagináveis tesouros... Sei que você ainda escreve para os homens, nossos irmãos. Conte-lhes minha pobre experiência, refira-se, junto deles, à obsessão pacífica, perigosa, mascarada... Diga-lhes alguma coisa acerca do valor do tempo, da grandeza potencial de qualquer tempo na romagem humana!..."

Nenhum comentário: