12 outubro 2011

Revisão de Vida

Tese: passagem do “humano” ao “cristão”.

Teilhard de Chardin já nos ensinava que “Nenhuma coisa é compreensível a não ser por sua história”. A história é composta de fatos, de passagens, de acontecimentos que vão se somando uns aos outros. Em se tratando da nossa vida, são as nossas experiências passadas, que ficaram registradas em nosso subconsciente.

A revisão de vida é um instrumento de evangelização usado pela Igreja católica. Como o próprio nome sugere, revê-se à luz da fé a “vida” dos militantes, considerados no ambiente em que vivem. Em primeiro lugar, colocam-se os elementos pessoais; depois, julga-se o todo à luz do Evangelho, para estimular a ação pessoal; num terceiro momento, discute-se a conversão pessoal.

A revisão de vida não tem o propósito de fazer um exame de consciência, tal qual nos ensinava Sócrates, na Antiguidade. Serve apenas para vermos como estamos nos portando diante dos ensinamentos do Evangelho de Jesus.

A revisão de vida não é um método, não é um procedimento psicológico. Na verdade, é dirigir a atenção aos apelos que o Senhor nos endereça, apelos estes de conversão, de contemplação, de prática de seus ensinamentos.

Nenhum comentário: