21 dezembro 2011

Remédio contra as Críticas

O Espírito Humberto de Campos (irmão X), no capítulo 8 (“O Remédio Objetivo”), do livro Contos e Apólogos, psicografado por Francisco Cândido Xavier, tece alguns comentários sobre a crítica.

Isidoro Viana, seareiro do bem, torturava-se ante os golpes da crítica. Tão logo o benfeitor espiritual ficava "incorporado", lá vinha ele com suas queixas.

Depois de algumas sessões, o mentor espiritual disse:

"A única medida aconselhável é a paralisia da consciência. Tome meio quilo de anestésicos por dia, descanse o corpo em poltronas e leitos, durma o resto da existência, despreocupe-se de todos os deveres, fuja à aspiração de elevar-se, resigne-se à própria ignorância e cole-se a ela, tanto quanto a ostra se agarra ao penedo, e, desde que você se faça completamente inútil, por mais nada fazer, a crítica baterá em retirada. Experimente e verá".


Nenhum comentário: