20 setembro 2012

Simbolismo da Luz


O simbolismo da luz é ponto central da religião. É uma experiência registrada tanto pelos religiosos antigos como os atuais. A luz possui a capacidade mágica de transformar a noite em dia, as trevas em luminosidade, o mal em bem.

A primeira ação de Deus, na Bíblia, foi separar a luz das trevas, o dia da noite. No relato bíblico, Deus é como o autor da luz, e até as próprias trevas reconhecem o seu poder. Deus tem algo a mais: é a própria luz.  

Na profecias dos antigos, Jesus Cristo é tido como a luz do mundo, e Zacarias o proclama como o sol que ilumina do alto. João, em seu evangelho, diz que Jesus é a luz que ilumina todos os homens. Segundo João, Cristo diz: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não anda em trevas”.

Os apóstolos procuraram expandir a luz de Jesus. Paulo apoderou-se da luz de Cristo no caminho de Damasco. Primeiramente, teve um enceguecimento; depois, curado dessa cegueira momentânea, transformou-se no principal divulgador do cristianismo no mundo. 

A mensagem cristã nada mais é do que a expansão da luz de Cristo para todos os povos, sem preconceitos de cor ou raça.  

Nenhum comentário: