01 janeiro 2013

Ano Novo, Vida Nova

Como fomos no ano que se findou? O que de bom ou de ruim ficou gravado em nosso passivo espiritual? As realizações deste ano, somadas às dos anos anteriores, projetam o nosso futuro e, no caso, o futuro mais próximo é o ano de 2013.

Se no passado praticamos boas e más ações, qual o procedimento para o ano de 2013? Enaltecer as "boas" e lapidar as "más". O ritual da passagem do ano serve para esta finalidade, ou seja, fazer uma reflexão sobre o que fizemos no ano (evitando todo o tipo de desculpismo para conosco mesmos), no sentido de projetar um futuro, livre do espírito de sistema e dos preconceitos. 

Projetar 2013 inclui todos os tipos de pensamentos e ações que poderão nos ocorrer: reciclar, ser mais amável, deixar um pequeno vício, ser mais cortês com o próximo, tolerar e perdoar os erros dos nossos irmãos de jornada etc.

O que nos leva a projetar um ano desta ou daquela forma? É a nossa necessidade particular de evolução. Cada um de nós está num nível diferente de progresso. Uns precisam acertar débitos do passado, outros já nem tanto. Quanto a nós, procuremos ouvir as inspirações do alto a respeito de nosso caminho a seguir. 

Em tudo o que fizermos, tenhamos em mente o seguinte: "Pensa em Deus primeiro". Se Deus fosse sempre o objetivo de nossas ações, não nos perturbaria tanto o que este disse, o que aquele comentou e o que aquele outro criticou. "Se Deus é por nós, quem será contra nós?". 

Podemos escolher diversos caminhos, mas o mais curto é aquele em que Deus está à nossa frente. Relembremos o provérbio: "Há males que vêm para o bem". O que isto significa? Que Deus, sabendo melhor o que necessitamos, veta-nos alguns desejos que poderiam nos arruinar para toda a vida. Somente depois de muito tempo, percebemos que aquela negação foi para nos desviar de males maiores e que poderiam roubar a nossa liberdade de agir. 

O trabalho de reformulação interior tem começo, mas não tem fim. Por quê? Porque fomos criados simples e ignorantes, mas "condenados" ao progresso. Quer dizer, podemos adiar a nossa evolução, mas um dia teremos que trilhar o caminho do bem, o único que nos traz a felicidade e a paz verdadeira de nossa consciência. 

Nada de pusilanimidade em 2013. Fortaleçamos o nosso psiquismo através de estudos, preces, meditações e confiança nos amigos espirituais. 

Nenhum comentário: