31 janeiro 2016

Microcefalia: Causa e Efeito

Na descrição de um trabalho espiritual, Mariana, assustada com a visão que tivera, recorre a Marcos, o mentor amigo que lhe socorre de imediato – São espíritos que abusaram da inteligência, do poder mental e hoje estagiam em locais de sofrimento e depuração, pois ainda não conseguem alimentar o aspecto emocional da mente. Passaram pela vida, desperdiçando os talentos do raciocínio somente para se beneficiarem, para enganar, conquistar poderes transitórios sem nunca se permitirem a conquista de valores espirituais verdadeiros.

Mostrando no olhar toda a compaixão que sentia, Marcos continua – Vivemos tempos de resgates coletivos. Muitos podem olhar para isso como um castigo divino, mas na verdade é a infinita misericórdia divina que guia a humanidade. Esses irmãos necessitam reencarnar para aprender a amar. Mas lesaram os centros cerebrais de tal forma que o corpo físico e especialmente a área cerebral não conseguirá se desenvolver a contento, uma vez que o corpo físico é uma mera cópia imperfeita do corpo espiritual.

Escutando o mentor, Mariana se lembra dos noticiários que relatavam a questão do Zika vírus e a microcefalia.

Captando seus pensamentos, Marcos se adianta – Sim Mariana, a microcefalia é uma das formas de resgate que a espiritualidade maior utiliza, objetivando a cura verdadeira que é a espiritual. A justiça divina, essencialmente perfeita, determina que cada um de nós colha os frutos que plantamos, mas contrariamente ao que muitos pensam, isso não é uma punição e sim um ensinamento, uma oportunidade. Deus seria um sádico completo se simplesmente nos condenasse ao sofrimento.

Mariana observa que somente uma pequena porção dos doentes eram assistidos, sendo que a maioria nem sequer conseguia notar a presença dos trabalhadores. Nesse instante, centenas de mulheres se aproximam desses irmãos que permaneciam ali em completa alienação mental.

Artigo publicado no site medicinaespiritual.blogspot.com



1- Dr. Ricardo o que é a microcefalia?
Resumidamente: Encéfalo micro,  ou seja,   cérebro pequeno, explicando:  
Todos nós,   pediatras, medimos a circunferência  - ou perímetro do crânio nos bebês, desde  o seu nascimento,  no berçário, até 1 ano de idade. Isto serve para verificar a normalidade e   acompanhar o crescimento do cérebro. 
O bebê costuma nascer com 35 cm de perímetro cefálico, mas esta medida pode oscilar de 33  a 37, em casos específicos.  Quando um bebê  nasce a termo, isto é, não  é prematuro,  e apresenta menos de 32 cm  de perímetro cefálico ( segundo autores já com 32 cm se consideraria anormal),  trata-se de um caso de cérebro anormalmente pequeno o que se designa de microcefalia,  como o cérebro é pequeno  a caixa craniana  tem esse perímetro  menor.

2 - Qual a visão da doutrina espírita acerca desses vários casos demicrocefalia?
Um problema físico com todas as explicações biológicas e médicas,  que devem ser consideradas,  (por exemplo viroses que lesam o cérebro), mas,  sabemos pelos conhecimentos espíritas,  espelham uma fragilidade do corpo astral.  Todo estudioso da Doutrina Espírita sabe que o corpo astral (perispírito) dá o molde ou forma  energética para se organizar o corpo físico. 
 Um organismo que se apresenta suscetível ao vírus, seja de qual for a natureza deste vírus, está demonstrando uma fragilidade orgânica decorrente de sua fragilidade ou desarmonia perispiritual. 
A maior incidência de espíritos reencarnando com microcefalia em um local, região ou país, significa que as condições ambientais ( num sentido mais amplo)  são precárias e  favorecem a proliferação ou disseminação desses  vírus. 
Assim, determinados  Espíritos, são magneticamente atraídos, por sintonia vibratória ( provas, missões ou expiações) para os locais onde pululam tais  viroses. Cada Espírito  ou cada grupo de Espíritos é atraído por razões específicas, mas sempre  positivas, ou seja, para o crescimento psíquico e evolução do ser. 
1 - As limitações que vivenciarão  podem propiciar uma drenagem de desarmonias perispirituais ao corpo biológico, eliminando campos energéticos desorganizados - isto é um processo de expiação
2 - Podem estar vivenciando essa limitação como difíceis testes para avaliar seu aprendizado, ou seja,  uma provação
3 - Mais raramente, alguns espíritos podem estar  experienciando situações de microcefalia, registrando em seu inconsciente um importante aprendizado para crescimento pessoal  preparando-se para tarefas maiores em vidas próximas onde desempenhariam missões específicas.
4 - Trata-se de um mal a ser prevenido por nós médicos e pela saúde pública ,mas enquanto não conseguirmos, servirão de campo de pouso para entidades necessitadas dessas situações.  

Pode ser atribuída como forma de “resgate coletivo”?
Não  de um modo absoluto . Não estão acometendo  milhões de Espíritos , mas, com certeza, reúnem muitos espíritos com dificuldades similares.

A psicosfera de nosso planeta, hoje com muita violência, desequilíbrio, corrupção, egoísmo, vem propiciando campo para doenças? como melhorá-la?
Sempre foi assim na Terra.  Tudo está melhorando!  Estamos bem perto da mudança de estágio evolutivo do Planeta.
Não temos hoje as epidemias de pestes que mataram milhões de pessoas em curto período. Não há  grandes guerras envolvendo milhões ou bilhões  de pessoas.  Não vemos aos  domingos  circos cheios de feras devorando mulheres, velhos e até crianças de uma nacionalidade inimiga. Não observamos povos inteiros sendo dizimados e escravizados. Não se aceita mais a tortura como instituição válida para obtenção de confissões, não aceitamos mais que a mulher não tenha alma, que não possa votar, que o marido tenha direto de vida e morte sobre ela. A corrupção está sendo descoberta, escancarada e com perspectivas de ser firmemente combatida. Enfim, o mundo está ás portas de uma fase de regeneração moral.  
Mantenhamos o pensamento  a vibrar nas faixas energéticas positivas!

Autoridades e especialistas em saúde vêm recomendando, em algumas regiões, que, neste momento, a gravidez seja evitada... como isso repercurte dentro da lógica da programação reencarnatória, já que sabemos, por meio de mensagens e literatura espírita, que há muitos espíritos hoje na erraticidade prontos para o projeto reencarnatório?
O livre-arbítrio existe. Deve ser respeitado. Quando evitarmos males ou doenças graves, os Espíritos que necessitarem renascer com determinados problemas serão enviados para outros locais ou renascerão em outras situações similares que lhes propiciem as condições adequadas à sua evolução. 

Qual a postura que devemos agora adotar frente a essa situação... O que fazer, dentro dos preceitos que nos são ensinados pela doutrina, para mantermos o equilíbrio em um momento como o atual?
Prece.
Solicitar a assistência dos amigos espirituais.
Trabalhar muito, estudar e amar.

Seria válido abortar nesses casos?
Não. Trata-se de uma oportunidade de cura de expiação ,de drenagem de desarmonias do corpo astral para o físico. abortando o espírito perderia esta oportunidade.

Dr. Ricardo Di Bernardi é médico pediatra, homeopata. Fundador e presidente do ICEF em Florianópolis. Autor de vários livros entre eles - Gestação Sublime intercâmbio. 







Nenhum comentário: