04 julho 2014

Antagonismo

Antagonismo. Do grego anti, “contrário”, e agone, “luta”, significa luta de uns contra os outros. Pessoas e facções divergem e entram em choque pela defesa de seus interesses. Os antagonismos econômicos e políticos podem levar à guerra, quando não forem bem administrados. Na área médica, é efeito que se observa quando uma substância, atuando sobre o organismo, inibe os efeitos de outra ou quando uma substância medicamentosa produz um efeito contrário ao distúrbio observado. Na vida comum, o antagonismo é sinônimo de rivalidade ou incompatibilidade. Ocorre entre marido e mulher, pais e filhos, sogras e genros etc. 

No reino animal, a agressividade e o medo, o ataque e a fuga raramente são puros. O animal pode passar insensivelmente de uma posição de ataque para o de fuga. E. von Holst, estimulando eletricamente um centro intracerebral de uma galinha, despertou nela, diante de um furão empalhado, uma reação inicialmente de ataque, que se transformou em uma reação de fuga com a persistência da estimulação.

Na filosofia, poder-se-ia dar dois exemplos a respeito do antagonismo. Para Heráclito, o devir se realiza por meio de uma contínua passagem de um contrário ao outro. Daí, parecer que a guerra é o que regula o mundo. Isto é verdade, mas muito superficial. Para Hegel, tudo começa por uma tese (um). Da tese aparece a antítese (dois). O resultado desse antagonismo é a síntese (três). E isso se repete indefinidamente. 

Os conflitos familiares revelam o grau de antagonismo que há entre os membros de uma mesma família. Eles são benéficos? Sim. Desde que saibamos contornar esses antagonismos, pois o Espiritismo nos remete a encarnações passadas, a fim de termos mais condições de compreender as rivalidades que há no seio de uma família. 

De acordo com os pressupostos espíritas, a reconciliação com o adversário enquanto estivermos a caminho, é sumamente importante, porque a morte não nos livra dos nossos inimigos, pois eles continuam vivos além-túmulos. Acontece que a ausência da vestimenta física é um elemento de maior facilidade para o ataque mental, isto é, através das interferências em nossos mais secretos pensamentos.




Nenhum comentário: