07 janeiro 2016

Vida Eterna

Vida eterna. Do ponto de vista espírita, é a vida normal e final do Espírito. Consiste em conhecer a Deus e a Jesus Cristo, que foi enviado em seu nome. O Espírito Emmanuel chama-nos a atenção para a diferença entre o conceito de "vida" e "uma vida". Uma vida: nascimento, infância, juventude, mocidade, maturidade, velhice e morte. A vida: participar da Criação pelo sentimento e pelo raciocínio; é ser alguém e alguma coisa no concerto do Universo.

Anotamos três versículos da Bíblia que tratam da vida eterna. "Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3:16); "Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor" (Romanos 6:23); "Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste" (João 17:3).

Para adentrar na vida eterna, urge trabalhar no aperfeiçoamento interior e na construção da pureza perfeita, pois só assim o ser está em condições de se aproximar da divindade e executar a sua vontade em benefício de si próprio e da comunidade em que vive. Nesse sentido, o ensinamento trazido pela "porta estreita" é de suma importância. É o apelo para que as nossas ações se voltem para o essencial à evolução do Espírito. Os prazeres, que nos afastam do bom caminho, devem ser deixados de lado.

O Espírito Emmanuel, em "Palavras da Vida Eterna",  pede, ao Senhor da vida, o entendimento para reproduzir os ensinamentos do Cristo com a chaves da Doutrina Espírita. Eis alguns versículos comentados: "Ninguém põe remendo de pano novo em vestido." - Jesus (Mateus, 9,16) "Vigiai e orai para não entrardes em tentação." - Jesus (Marcos, 14,38) "A fé que não tiver obras, é morta em si mesma." (Tiago, 2,17) "Pois que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?" - Jesus (Marcos, 8,36) "Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem." - Jesus (Mateus, 5,44) "Examinai tudo. Retende o bem." - Paulo (I Tessalonicenses, 5,21)

Algumas perguntas para reflexão: como está o nosso preparo para a vida eterna? Estamos na superfície ou procuramos penetrar na profundidade das máximas evangélicas? Que tipo de pensamento tem nos visitado ultimamente? Somos vacilantes diante de uma simples dificuldade? O que estamos esperando além-túmulo? A vida futura é, para nós, uma realidade ou uma simples abstração?


Nenhum comentário: