26 janeiro 2016

Suicídio: Cuidados e a Causa da Cegueira de Camilo Castelo Branco

Tese: Curso de preparação para reencarnar com segurança - impedir que o suicida cometa o mesmo erro. 

Em Memórias de um Suicida, obra mediúnica de Yvonne A. Pereira, podemos observar a trajetória (desde o ato até a próxima encarnação) dos Espíritos que cometeram suicídio. O livro trata em especial de Camilo Castelo Branco, mas há, também, referência a outros Espíritos. Na leitura deste exemplar, notamos o empenho dos mentores espirituais para recuperar o suicida  e dar-lhe condições de ter novamente uma vida sadia. 

Os cuidados dos mentores espirituais são um hino à disciplina. Inicialmente, as visitas dos terráqueos são proibidas aos réprobos. Depois, estes são orientados no refazimento do erro, ou seja, de terem tirado a própria vida. Há a Legião dos Servos de Maria, caravanas de Espíritos que estendiam a fraternidade ao extremo, auxiliando sobremaneira cada um desses Espíritos. Conforme o progresso alcançado, havia o convite para frequentar os cursos de Filosofia, Moral e, principalmente, do Evangelho de Jesus Cristo. 

Há muitas citações evangélicas. Entre elas, anotamos: "Deixai vir a mim as criancinhas, que delas é o reino dos Céus"; "Honrai vosso pai e vossa mãe"; "Vinde a mim, vós que sofreis e vos achais sobrecarregados, e eu vos aliviareis"; "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo"; "A cada um segundo as suas obras"; "Vinde a mim, benditos de Meu Pai, passai à minha direita".

No capítulo V da terceira parte, há explicações sobre a causa da cegueira de Camilo Castelo Branco. No século XVII, desejava casar-se com Maria Magda. Esta prefere desposar Jacinto de Ornelas y Ruiz. Mesmo ingressando na Companhia de Jesus, esta paixão não lhe saiu da cabeça. Depois de algum tempo, encontra o casal e toma conhecimento que ele é "reformista". Com esse pretexto, prende-o, tortura-o e deixa-o cego. Como a Lei divina cobra os efeitos da ação, veio sofrer de cegueira, quando da sua última encarnação, que o levou ao suicídio. 

O duro ensinamento: "O suicida é um Espírito criminoso, falido nos compromissos que tinha para com as Leis sábias, justas e imutáveis estabelecidas pelo Criador, e que se vê obrigado a repetir a experiencia na Terra".  




Nenhum comentário: