06 janeiro 2021

Predições do Evangelho

"Predições do Evangelho" é o título do capítulo XVII de A Gênese de Allan Kardec. Os itens analisados são: ninguém é profeta em seu país, morte e paixão de Jesus, perseguição dos apóstolos, cidades impenitentes, ruína do templo de Jerusalém, maldição aos fariseus, minhas palavras nunca passarão, a pedra angular, parábola dos vinhateiros, um só rebanho e um só pastor, vinda de Elias, anúncio do Consolador, segunda chegada do Cristo, sinais precursores, vossos filhos e vossas filhas profetizarão e juízo final.

Anotemos alguns desses itens:

Ninguém é profeta em seu país. Em Mateus 13, 54 a 58 encontra-se a frase "um profeta só não é honrado em sua terra e na sua casa". Este enunciado tornou-se um provérbio, que é de todos os tempos e à qual se poderia dar maior amplitude, dizendo que ninguém é profeta em vida. Este provérbio mostra, em essência, a dificuldade de se reconhecer a superioridade de indivíduos que convivem no mesmo meio. Temos a impressão de que o estrangeiro possui mais valor e qualidade do que aqueles que estão ao nosso lado.

A previsão da morte e paixão de Jesus. Jesus afirma que o Filho do Homem tem que ser entregue às mãos dos homens. Acrescenta que seria morto e ressuscitaria ao terceiro dia.

A perseguição aos apóstolos: Jesus alerta os seus apóstolos sobre as dificuldades que terão de enfrentar por defender as ideias de sua doutrina. Vocês serão expulsos das sinagogas, traídos e entregues aos magistrados. Pela vossa paciência é que possuireis vossas almas . (Lucas, 21, 16 a 19)

Minhas palavras não passarão. As palavras de Jesus não passarão porque serão verdadeiras em todos os tempos. Poderão perder-se nas interpretações, mas o conteúdo doutrinal seguirá, porque a humanidade caminha para o progresso, quer queiramos ou não. Ele disse: Toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada.

A pedra angular. A palavra de Jesus é a luz do novo edifício da fé. "Havendo os judeus, os príncipes dos sacerdotes e os fariseus rejeitado essa pedra, ela os esmagou, do mesmo modo que esmagará os que, depois, a desconheceram, ou lhe desfiguraram o sentido em prol de suas ambições".

Um só rebanho e um só pastor. No futuro, os homens se unirão em uma crença única. As religiões, de um modo geral, acham-se na posse exclusiva da verdade. "As religiões terão que se encontrar num terreno neutro, se bem que comum a todas; para isso, todas terão que fazer concessões e sacrifícios mais ou menos importantes, conformemente à multiplicidade de seus dogmas particulares". 

Anunciação do Consolador.  O Espiritismo realiza todas as condições do Consolador que Jesus prometeu. "Não é uma doutrina individual, nem de concepção humana; ninguém pode dizer-se seu criador. É fruto do ensino coletivo dos Espíritos, ensino a que preside o Espírito de Verdade". 

KARDEC, Allan. A Gênese, capítulo 17.

Nenhum comentário: