05 janeiro 2021

Expiações Terrestres

"Expiações Terrestres" é o título do capítulo VIII do livro O Céu e o Inferno de Allan Kardec. Há explicações sobre Marcel, o menino do n.º 4, Szymel Slizgol, Juliana Maria, a mendiga, Max, o mendigo, a história de um criado, António B... (enterrado vivo — pena de talião), Letil, um sábio ambicioso, Carlos de Saint-G... (idiota), instrução de um Espírito acerca de idiotas e loucos, dada na Sociedade de Paris, Adelaide Margarida Gosse, Clara Rivier, Francisco Vernhes, Ana Bittere e Joseph Maitre — o cego.

Sintetizemos algumas das expiações:

Marcel, o menino do n.º 4. Este menino fora, em encarnação passada, belo, rico e adulado. Renegou a Deus, prejudicou seu semelhante, mas expiou cruelmente, primeiro no mundo espiritual e depois no mundo terrestre.

Szymel Slizgol. Fora rei numa encarnação passada e espezinhava os pobres. Durante 30 anos mendigou com uma salva nas mãos. Por toda a cidade era bem conhecida aquela voz que dizia: "Lembrai-vos dos pobres, das viúvas e dos órfãos!"

Juliana Maria, a mendiga. Ao ser questionada sobre a sua existência passada, disse ser inútil falar dela, pois a situação em que viveu demonstra as precedentes encarnações.

Max, o mendigo. Numa vida passada, há cerca de um século e meio, foi rico e poderoso. Sua fortuna serviu exclusivamente aos prazeres, ao jogo e à libertinagem.

A história de um criado. Ele quis expiar o orgulho, na última existência, sob a condição de criado, provando ao mesmo tempo a dedicação devida ao meu benfeitor.

António B... (enterrado vivo — pena de talião). Antonio B..., numa existência anterior, enterrara viva a sua mulher, num fosso! A pena de talião devia ser-me aplicada. Olho por olho, dente por dente.

Letil. Morreu queimado. Há dois séculos mandou queimar uma rapariga inocente, de aproximadamente 14 anos, acusada de cumplicidade em uma conspiração contra a política clerical.

Grande ensinamento dos Espíritos: nesta vida tudo tem sua razão de ser: não há um único sofrimento que não corresponda ao sofrimento que causamos aos outros. 

 KARDEC, Allan. O Céu e o Inferno, capítulo 8 (segunda parte)

Nenhum comentário: