13 abril 2012

Santíssima Trindade

Santíssimo vem de santo. Santo significa essencialmente puro, perfeito. Santíssimo é o superlativo de santo, ou seja, extremamente santo.  Trindade é a união de três pessoas distintas num só Deus. As três pessoas do dogma cristão: Pai, Filho e Espírito Santo. Figuradamente, quaisquer grupos de três elementos.

Tríade e Trindade, embora representem um grupo de três elementos, não significam a mesma coisa. A palavra “tríade” aparece em diversas religiões, demonstrando o aspecto trinitário da divindade. A diferença fundamental com relação ao termo “Trindade” é que este último, baseado na revelação, dá-nos a entender a existência três pessoas distintas num único Deus. A teologia, por seu turno, faz esforços hercúleos para compreender a Trindade. Para tanto, usa conceitos como hipóstase, pessoa, essência, processão e relação

Vejamos um exemplo de Tríade. Os Druidas, sacerdotes celtas na Europa pré-romana, desenvolveram um sistema religioso baseado exclusivamente nas Tríades.  Em linhas gerais, usavam os termos Annoufn (círculo da necessidade), Abred (círculo do desenvolvimento) e Gwynfyd (desfrute da plenitude). Objetivo: passar do abismo Annoufn para as alturas sublimes do Gwynfyd. 

Teófilo de Antiloquia, no fim do século II e Tertuliano, no princípio do século III, já empregavam o Deus único em três pessoas. O mistério surge quando a Igreja propõe a presença, no seio de Deus único, de três pessoas distintas, mas iguais e substanciais. É a partir daí que começam a surgir contradições entre fé e razão, pois a razão poderia levar à negação do mistério.

As hipóteses que surgiram foram: 1) serem três pessoas distintas; 2) do monarquismo, em que Deus está no topo; do subordacionismo, em que Deus é mais importante do que o Filho e este mais do que o Espírito Santo. A Igreja, para evitar esses tipos de contradições, orocedeu à definição solene da fé, em que a Santíssima Trindade pode ser definida assim: “mistério de três pessoas realmente distintas em uma só e a mesma substância, natureza ou essência; ou mais brevemente: mistério de um só Deus em três pessoas”.

Para o Espírito Emmanuel, o dogma da Trindade é uma adaptação da Trimûrti da antiguidade oriental, que reunia nas doutrinas do bramanismo os três deuses – Brama, Vishnu e Siva. Para José Herculano Pires, o dogma Trindade é proveniente dos mitos da Trindade antiga como, por exemplo, o mito egípcio (Osíris, Isis e Horus). Com base nesses mitos, a Igreja pode incluir Cristo como a segunda Pessoa da divindade.

A Doutrina Espírita postula a individualidade de cada Espírito, quer esteja encarnado, quer desencarnado. Nesse caso, é impossível que um mesmo Espírito se divida em três. Além do mais, para o Espiritismo, Deus não é pessoa, mas a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas. 

Apresentação em PowerPoint

Mais textos em PowerPoint: http://www.sergiobiagigregorio.com.br/powerpoint/powerpoint.htm

Texto em PDF

Nenhum comentário: