05 setembro 2013

Desdobramento

Desdobramento é o desprendimento parcial do Espírito, do corpo físico, que se efetua durante o sono: artificial ou natural. O desdobramento pode ser consciente, semi-consciente, inconsciente e psíquico. No sono natural, o deslocamento é espontâneo e procura seus afins. Muitas vezes fica ensimesmado sobre si mesmo. Por isso, diz-se que o criminoso sempre volta ao lugar do crime. No sono artificial, desloca-se sob a ordem do hipnotizador, mas permanece ligado ao corpo somático por fio tenuíssimo.

Alexandre Aksakof, professor da Academia de Leipzig e fundador, em 1874, da revista "Psychische Studien" (Estudos Psíquicos), na Alemanha, foi quem dividiu o desdobramento em consciente, semi-consciente, inconsciente e psíquico. Quis nos mostrar o que o agente viu e ouviu em sua saída e volta ao corpo físico. Em se tratando do desdobramento psíquico, diz que é o mesmo que bilocação, o próprio desdobramento e a ubiquidade.

O desdobramento é um fenômeno anímico. Pode, porém, tornar-se mediúnico. Isso se dá quando o médium (desdobrado) recebe a comunicação de algum Espírito. Nesse caso, ele se torna intermediário, ou seja, médium. Por este fenômeno, o médium pode entrar em contato com Espíritos e ajudá-los. Em um trabalho de desobsessão, o médium pode se desdobrar e entrar em contato com o Espírito; depois, trazê-lo para ser doutrinado. 

Quando adormecemos, o nosso espírito de desliga parcialmente do corpo físico (desdobramento). Há necessidade de bem prepararmos esse momento, para que ele vá a lugares em que possa receber lições dos mentores espirituais. Por isso, uma prece, a leitura de uma página do Evangelho ou outras induções salutares são sempre bem-vindas, pois levamos conosco as últimas impressões do dia. Sendo boas, levar-nos-ão aos bons lugares.

Como poderíamos direcionar um exercício de desdobramento? Primeiramente, relaxamento e apassivação do agente. Posteriormente, pode-se propor ao agente deslocar-se até o teto da sala. Em outra ocasião, deixar algum objeto (livro, por exemplo) em outra sala. Pedir para o agente se deslocar até lá e descrever o que viu.

Na literatura espiritualista, há diversos termos que expressam o desdobramento: corpo astral, projeção astral, experiência fora do corpo e experiência de quase-morte. Todos esses termos caracterizam um estado alterado de consciência.

Fonte de Consulta

(1) PAULA, J. T. Dicionário Enciclopédico Ilustrado de Espiritismo, Metapsíquica e Parapsicologia. 3. ed. São Paulo: Bels, 1976.

(2) XAVIER, F. C. Mecanismos da Mediunidade, pelo Espírito André Luiz. 8. ed. Rio de Janeiro: FEB, 1977, cap. XXI.

Nenhum comentário: