17 abril 2009

Os Fluidos


Os fluidos são substâncias líquidas ou gasosas. São os estados da matéria em que ela é mais rarefeita do que no estado conhecido sob o nome de gás. Em se tratando do Espiritismo, refere-se ao capítulo 14 do livro A Gênese, de Allan Kardec. Lendo atentamente este capítulo, verificamos a importância dos fluidos não somente nos diversos fenômenos que acontecem na mediunidade como também na formação do Perispírito, elo entre o corpo físico e o Espírito propriamente dito.

Os fluidos recebem variadas denominações, entre as quais, citamos: "fluido imponderável", "fluido mentomagnético", "fluido nervoso", "fluido espiritual", "fluido perispiritual", "fluido vital", "fluido vivo" e "fluidoterapia". Todos esses tipos de fluidos nada mais são do que a transformação de uma substância elementar primitiva, denominada de fluido cósmico universal. A qualificação de fluidos espirituais, por exemplo, não é exata. Quando nos referimos aos fluidos é a matéria que está em jogo. Nesse caso, os fluidos espirituais são matéria mais ou menos quintessenciada. Dizemos fluidos espirituais mais pela afinidade que eles guardam com os Espíritos. Poder-se-ia também dizer que eles são matéria do mundo espiritual.

De acordo com o Espiritismo, o fluido cósmico universal é "a matéria elementar primitiva, cujas modificações constituem a inumerável variedade dos corpos da Natureza. Como princípio elementar do Universo, ele assume dois estados distintos: o de eterização ou imponderabilidade, que se pode considerar o primitivo estado normal, e o de materialização ou de ponderabilidade, que é, de certa maneira, consecutivo àquele".

Como melhor entender a noção de fluidos? Em realidade, há um elemento primitivo, que dá origem a todos os outros corpos da Natureza. As transformações do fluido cósmico universal variam da máxima imponderabilidade à máxima ponderabilidade. Nesse caso, os fluidos, ditos espirituais, formar-se-iam dos elementos mais sutis do fluido cósmico universal; o perispírito já teria uma conformação mais condensada; a matéria bruta mais condensada ainda. Há fenômenos que os olhos físicos não conseguem captar, mas os olhos do Espírito, sim, porque podem penetrar em estados de menor condensação da matéria.

O passe espiritual baseia-se na transmissão do fluido do médium, combinado com o fluido dos Espíritos superiores. No passe, os fluidos bons substituem os fluidos malsões. É por esta razão que se pede que todo o passista seja um trabalhador dedicado da seara de Jesus, pois está prestando relevantes serviços na propagação do Espiritismo, principalmente no auxílio da cura do corpo e do Espírito. É por isso também que os Centros Espíritas estão sempre insistindo na mesma tecla, ou seja, na transformação interior, tanto de quem aplica o passe como daquele que o recebe.

Equilibremos o nosso estômago e as nossas emoções mais fortes, a fim de que estejamos sempre prontos para atender ao chamado dos nossos mentores espirituais.

Nenhum comentário: