05 julho 2013

Delanne, Gabriel e Flammarion, Camille

François-Marie-Gabriel Delanne (1857-1926) foi cientista, engenheiro, filósofo e espírita. Ao lado de Allan Kardec e Léon Denis merece, por seu devotamento à Ciência Espírita, o título “Apóstolo do Espiritismo”. Dentre eles, apenas Delanne nascera numa família que já conhecia o Espiritismo.

Seu pai, Alexandre Delanne, ao viajar em negócios, ouviu falar do Espiritismo, o que lhe ensejou a leitura de O Livro dos Espíritos e O Livro dos Médiuns. Depois dessa leitura, conheceu pessoalmente Allan Kardec, tornou-se seu amigo e frequentou a sua casa.

Gabriel Delanne foi um trabalhador exemplar. Observe algumas de suas atividades: a) fundador, juntamente com seu pai, da União Espírita Francesa, em 24/12/1882; b) colaborador e redator da revista bimensal Le Spiritism, em março de 1883; c) auxiliou na fundação da Federação Francesa-Belgo-Latina, em 1883; d) durante os anos de 1886, 1887, 1888, 1889 e 1890 fez inúmeras conferências de propaganda do Espiritismo; e) em julho de 1896, apareceu o 1.º número da Revista Científica Moral do Espiritismo, fundada por Gabriel Delanne. (1)

Entre as suas obras, anotamos: Le Spiritisme devant la Science (O Espiritismo perante a Ciência), em 1885; Le Phénomène Spirite (O Fenômeno Espírita), em 1896;  L’Évolution Animique (A Evolução Anímica), em 1897. (1)

Camille Flammarion (1842-1925) foi cientista, filósofo e espírita. Fez estudos no Observatório de Paris. Para conhecer a direção das correntes aéreas, realizou, no ano de 1868, algumas ascensões aerostáticas. Em 1870, escreveu e publicou um tratado sobre a rotação dos corpos celestes. (2)

Tornando-se espírita convicto, foi amigo pessoal e dedicado de Allan Kardec, tendo sido o orador designado para proferir as últimas palavras à beira do túmulo do Codificador do Espiritismo, a quem denominou "o bom senso encarnado". (2)

Suas obras, de uma forma geral, giram em torno do postulado espírita da pluralidade dos mundos habitados. Eis algumas delas: Os Mundos Imaginários e os Mundos Reais; As Maravilhas Celestes; Deus na Natureza; As Casas Mal-Assombradas; Estela; A Morte e seus Mistérios; O Fim do Mundo e outras. (2)

A contribuição de Delanne e Flammarion, no contexto da codificação espírita, pode ser assim resumida: à Allan Kardec coube a tarefa de organizar e compilar os ensinamentos revelados pelos Espíritos; à João Batista Roustang, a organização do trabalho da fé; à Léon Denis, o desdobramento filosófico; à Gabriel Delanne, a estrada científica; à Gabriel Delanne, a abertura da cortina dos mundos. (3)

(1) BODIER, Paul e REGNAULT, Henri. Gabriel Delanne: Sua Vida, seu Apostolado. Rio de Janeiro: C. E. Léon Denis, 1988. 
(2) GODOY, Paulo Alves. Grandes Vultos do Espiritismo. São Paulo: FEESP. 
(3) XAVIER, F. C. Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, pelo Espírito Humberto de Campos. 11. ed. Rio de Janeiro: FEB, 1977.

Nenhum comentário: