19 março 2015

Preto-Velho

Tese: Preto-velho é um espírito evoluído? Há somente um preto-velho ou são muitos?

Há uma tendência de as pessoas santificarem os que partem para o mundo espiritual: já não são mais humanos, mas super-humanos. A Doutrina Espirita, porém, ensina-nos que a nossa evolução é um árduo trabalho de longa duração, pois nada nos vem de mão beijada. Há necessidade de estudo, de pesquisa, de trabalho ininterrupto ao longo de toda a nossa vida. Quer dizer, um preto-velho pode ser (ou não) bastante evoluído. Nesse caso, a generalização é muito prejudicial. 

Os pretos-velhos são espíritos de antigos escravos africanos que se comunicam na umbanda. Enquanto o preto velho está associado aos ancestrais africanos, o caboclo está associado aos índios, ao baiano e aos imigrantes nordestinos. Estas duas terminologias estão dentro da umbanda, o costume de os escravos se reunirem após o trabalho, que se tornou uma religião (popular) genuinamente brasileira, pois absorve elementos do catolicismo, do espiritismo e das culturas indígenas e africanas.

A religião da umbanda tem cantos para chamar os santos, os ritos de purificação com água e o uso de incenso, sal e velas. Assenta-se em diversas linhas, com missão específica de cada uma delas: Linha de Santo (de Oxalá), Linha de Iemanjá, Linha de Xangô, Linha de Ogum, Linha de Oxóssi, Linha da África (de São Cipriano) e Povo do Oriente (de São João Batista).

Os pretos-velhos, objeto de nosso estudo, atuam na Linha da África (de São Cipriano), cuja missão é executar os trabalhos de magia para o bem. 

Os chefes das legiões desta linha são:  

Pai Guiné - Povo de Guiné: legiões de pretos-velhos ligados aos cemitérios.
Pai Benguela - Povo de Benguela: legiões de pretos-velhos ligados a Oxalá.
Rei Congo - Povo de Congo: legiões de pretos-velhos ligados às crianças.
Pai Cambinda - Povo da Costa: legiões de pretos-velhos ligados à Iemanjá.
Pai Jerônimo - Povo de Moçambique: legiões de pretos-velhos ligados às matas. 
Pai José - Povo de Angola: legiões de pretos-velhos ligados às matas.
Pai Francisco - Povo de Luanda: legiões de pretos-velhos ligados aos cemitérios. 

Fonte de Consulta

GASPAR, Eneida D. (org.). Guia de Religiões Populares do Brasil. Rio de Janeiro: Pallas, 2002.

Nenhum comentário: