26 setembro 2019

Homem Integral, O (Livro)

O Espírito Joanna de Ângelis, pela psicografia de Divaldo Pereira Franco, escreve "O Homem Integral", em 1990. Na sua apresentação, destaca que o momento mais eloquente de seu caminho evolutivo deu-se quando, pela consciência, consegue discernir o bem do mal, a verdade da mentira, o certo do errado, prosseguindo essa marcha rumo à angelitude.

Em termos históricos: Protágoras afirmava que o "homem é a medida de todas as coisas"; Sócrates tinha-o como o objeto mais direto da preocupação filosófica; no estoicismo e no neoplatonismo, preocupava com "dissolução do homem em a Natureza"; no cristianismo, ele transcende o mundo; no racionalismo de Descartes, é o “ser pensante por excelência, como a razão que compreende e explica o mundo e a si mesma.”; no espiritualismo, o espírito tem primazia; no materialismo, a matéria sobrepõe ao espírito.

Sócrates e Platão afirmavam que o homem era o resultado do Espírito imortal. Os filósofos atomistas reduziram-no ao capricho das partículas. "Jesus, superando todos os limites do conhecimento, fez-se o biótipo do Homem Integral, por haver desenvolvido todas as aptidões herdadas de Deus, na condição de ser mais perfeito de que se tem notícia. Toda a Sua vida é modelar, tornando-se o exemplo a ser seguido, para o logro da plenitude, de quem deseja libertação real".

A Filosofia e a Psicologia, mediante as suas diversas escolas, oferecem caminhos múltiplos para o desenvolvimento do ser humano. A Psicologia, inicialmente confundida com a Filosofia, buscando estudar a psique, alcançou expressão de relevo para a compreensão do homem, dos seus problemas e seus desafios psicológicos. Os psicólogos tentam libertar o indivíduo de seus problemas e de suas dificuldades. 

Em 1966, nos Estados Unidos, surgiu a quarta força em Psicologia, ou seja, a Psicologia Transpessoal, ampliando o campo de investigação além do Behaviorismo, da Psicanálise e da Psicologia Humanista, fornecendo mais amplos esclarecimentos sobre o homem integral... Neles, há uma visão espiritualista do ser humano em maior profundidade. 

O Espiritismo, sintetizando as diversas correntes do pensamento psicológico, estuda o homem na sua condição de Espírito imortal, fundamentando suas teses na imortalidade da alma, no sentido de auxiliar a sua evolução, com base na reencarnação, apontando-lhe os rumos felizes que deve seguir.

Este livro trata de diversos temas da atualidade, entre os quais, citamos: rotina, ansiedade, medo, solidão, homens-aparência, fobia social, ódio, suicídio, consciência ética, religião, religiosidade, crise, conflitos e problemas neuróticos. Todos esses temas são tratados sob a ótica da Psicologia, da Filosofia, do Espiritismo e do Evangelho de Jesus.

Nenhum comentário: