09 junho 2009

Presciência

"As predições não têm cunho de certeza, pois para a contagem do tempo, precisamos pontos de referência. A contagem varia para cada um dos mundos. Em Júpiter, por exemplo, os dias equivalem a dez horas terrestres e os anos a mais de doze anos"

Presciência é a previsão do futuro. Filos. Chamam os teólogos presciência ao atributo pelo qual Deus conhece todas as coisas, ou ao conhecimento que Deus tem de todo o presente, o passado e o futuro, não só no que respeita ao Homem e a tudo que ao Homem concerne, mas também no relativo à Natureza, seu curso, fenômenos duração etc.

O conhecimento do futuro é possível por que no mundo espiritual, o espaço e a duração não existem para os Espíritos. Contudo, a extensão e a penetração da vista são proporcionadas à sua depuração e à elevação que alcançaram na hierarquia espiritual. Para o Espírito desencarnado, os acontecimentos não se desenrolam sucessivamente, mas simultaneamente. O Espírito vê, de relance, o começo e o fim do período. Desta forma, todos os eventos que, nesse período, constituem o futuro para o homem da Terra são presentes para ele, que, por esta razão, poderia nos dizer que tal coisa acontecerá em tal época.

O futuro nos é infenso porque o seu conhecimento, tanto quanto a lembrança do passado, poderiam ser um estorvo à nossa evolução espiritual. Esse conhecimento poderia nos travar o livre-arbítrio, prejudicando-nos o trabalho que nos cumpre executar no bem. O desconhecimento do bem e do mal com que toparemos na vida constitui o verdadeiro teste do nosso progresso.

Para o Criador, o tempo não existe. Tanto o princípio quanto o fim do mundo lhe são presente. Nessa linha de raciocínio, que é a duração da vida de um ser humano, de uma geração, de um povo? Quase nada. Em se tratando do ser humano, Deus, na sua infinita bondade, permite que ele conheça o futuro, desde que para isso haja um fim útil e necessário. Não deve ser uma simples questão de curiosidade.

A manifestação do futuro se dá pelo êxtase, pelo sonambulismo e pela fotografia do pensamento. Explicação: a encarnação amortece a manifestação do espírito, sem, contudo eliminá-la por completo, porque a alma não fica encerrada no corpo como numa caixa. De acordo com sua capacidade, pode penetrar mais ou menos nas questões do futuro.

O que falar das profecias de Nostradamus, do Apocalipse de João e das diversas profecias verificadas ao longo da história da humanidade? O Espírito Emmanuel, em A Caminho da Luz, coloca o Profetismo e o Apocalipse na sua verdadeira dimensão, ou seja, na dimensão da mediunidade. O Espírito Emmanuel retira da obscuridade o simbolismo e nos dá uma interpretação científica, baseada na ascendência do Plano Espiritual sobre as ocorrências históricas.

KARDEC, A. A Gênese - Os Milagres e as Predições Segundo o Espiritismo. 17. ed. Rio de Janeiro: FEB, 1975.

Nenhum comentário: